DEPUTADA ANTÔNIA SALES REPUDIA PERSEGUIÇÃO DO GOVERNO DO ACRE

Posted on
  • 1 de novembro de 2011
  • by
  • ARTE É VIVER
  • in
  • Deputada Estadual Antônia Sales (PMDB)
    A Deputada Antônia Sales (PMDB), usou a tribuna da ALEAC para fazer um desabafo e repudiar a maneira como o Governador Tião Viana (PT), tem tratado as prefeituras administradas por partidos da oposição.

    A parlamentar denunciou que o Governo não ajuda as prefeituras e paga mídia para atacar os prefeitos da oposição. Segundo ela, seu trabalho de fiscalizar o governo é prejudicado, por conta de seu marido, que sempre é atacado pelos governistas.

    Antônia destacou que o Prefeito de Cruzeiro do Sul trabalha, sendo inclusive reconhecido e homenageado pela sociedade, sugerindo que o governo faça o mesmo e melhore a educação, saúde e a segurança. Todos sabem da situação de abandono de alguns setores. Pessoas morrem nas filas do TFD (Tratamento Fora de domicílio) a espera de um atendimento que muitas vezes chega tarde demais.

    Outro ponto destacado por ela foi à falta de parceria com a administração de Cruzeiro do Sul e demais municípios do estado onde a oposição governa. Segundo ela, desde que assumiu seu mandato o Prefeito tem enviado correspondências pedindo uma audiência com o Governador, que nunca o recebeu ou ao menos respondeu alguma solicitação.

    Ela disse ainda que o governo difama, calunia e persegue Vagner Sales, faltando com o respeito ao povo de Cruzeiro do Sul, que o elegeu. “É preciso saber diferenciar meu trabalho no parlamento com o do prefeito, pois isso não vai mudar minha atuação. Não vou aceitar ser controlada por esse governo perseguidor”. Ressaltou ela. Que finalizou seu pronunciamento dizendo que enquanto o Governo esquece os cruzeirenses, seu marido vai trabalhando com o apoio da bancada federal, recebendo o carinho do povo cruzeirense e prêmio como o destaque do ano entre os prefeitos acreanos.

    Tribuna do Juruá – Adelcimar Carvalho

    0 comentários:

    Postar um comentário

    ISSO É POLÍTICA DE VERDADE

     
    Balanço Geral (c) 2011